OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


domingo, 13 de abril de 2014

AMAPÁ: CIDADANIA E CONSAGRAÇÃO

Sábado 5 de abril a Comunidade civil e religiosa da Paróquia de Amapá do Maranhão esteve em festa. Dois acontecimentos para alimentar e motivar a alegria de todos.

O primeiro foi a decisão unânime dos Vereadores da Câmara Municipal de conceder a honorificência de “Cidadão amapaense” ao Bispo Dom Carlo Ellena durante uma sessão solene do poder Legislativo. O padre Valdeci apresentou o pedido e os Vereadores votaram todos a favor. Motivo: trabalhos realizados seja no campo social como no campo religioso desde quando a cidade era ainda povoado de Luís Domingues e Dom Carlo era Pároco da Paróquia daquela cidade. O povoado de Amapá era formado, na época, de 13 casas em volta de um campo de futebol. Depois tornou-se Cidade, em poucos meses e, no decorrer de poucos anos, alcançou a condição de Cidade.
O mais novo cidadão de Amapá, Dom Carlo, construiu e, durante anos, manteve ativa uma creche com 240 crianças. A construção era de taipa e o telhado era de cavaco. As professoras eram boas mães de família que cuidavam com carinho da criançada.
Aqueles eram tempos de muita pobreza e a creche, além de outras atividades sociais, ajudou bastante tantas famílias. O Padre construiu também duas casas de tábuas: uma como casa paroquial e uma para as Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia.
Contemporaneamente aos trabalhos sociais cresceu bem viçosa uma Comunidade cristã, a verdadeira Igreja feita de pedras vivas, os cristãos.
A alegria do povo foi sempre grande e aumentou quando foi construída uma Capela de tijolos, em forma oval, com amplas janelas que deixavam entrar luz e ar abundante. Nesta Capela muitos rezaram e cresceram como homens e mulheres conscientes da própria dignidade e como cristãos evangelizados e evangelizadores.
Agora, aquela Capela, infelizmente, não existe mais. Em seu lugar o Pároco Pe. Valdeci construiu um Igreja paroquial, pois agora Amapá é uma das Paróquias da Diocese de Zé Doca e é dedicada a “Nossa Senhora Consolata”. Ela é bem maior do que a antiga. Naquele mesmo dia 5 de abril, as 19,00 horas, Padre Carlo, agora bispo, ungiu e consagrou o altar, que representa Cristo, consagrou a Igreja ungindo as parede com óleo e declarou Nossa Senhora Consolata Padroeira de Amapá. A celebração foi muito bonita, bem frequentada e bem organizada.

O Pároco, Padre Valdeci, acompanhado por outros Padres da Diocese – Pe. Paulo Ricardo, Pe. Raimundo das Silva, Pe. Reginaldo e Pe. Erenaldo - estava exultando de alegria. Mais um trabalho realizado.
A Igreja, agora, e a Matriz: é um lugar escolhido, separado e consagrado a Deus: lá Deus se encontra com o povo e o povo se encontra com o seu Deus. Os pedidos são entregues à Nossa Senhora Consolata e Deus os atende derramento graças abundantes sobre este povo bom e sofrido. Sobretudo, neste lugar, o povo receberá, através da administração dos Sacramentos, o conhecimento do Evangelho e a salvação por Cristo trazida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário