OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


sexta-feira, 27 de março de 2015

Mensagem de Dom Carlo Ellena à Diocese de Zé Doca

Rev.mo Dom João Kot, Mons. Brito, Padres, Religiosos/as da Diocese, povo todo querido.

Esta manhã (dia 26) – no Brasil eram 04:00 horas da madrugada ainda – abri o  Blog da Diocese de Zé Doca e deparei com uma mensagem muito bonita do nosso querido Bispo Dom João Kot dirigida a mim, bispo emérito de Zé Doca.

Gostei bastante e agradeço a Ele e a quantos ele representa nesta mensagem. Faz bem ao coração saber que alguém se lembra da gente: no mesmo tempo mata a saudade que a gente sente ainda... e não sei quando irá passar.

Na realidade eu fico um pouco por dentro das notícias de Zé Doca somente através do Blog da Diocese e do Blog da Paróquia Catedral. Infelizmente, os e-mails que, de vez em quando, envio não chegam aos destinatários, Padres e Religiosos/as; também as respostas nem sempre voltam. Problema de computador e de servidor: culpa de ninguém.

Por isso resolvi eu também, para responder à mensagem do Bispo Dom João, escrever aos Blogs da Diocese e da Paróquia. A resposta alcança todo mundo que tiver a oportunidade de ler ou pelo “passa-palavra”.

Resolvi recuperar – sorte que guardei escritas! – as últimas palavras que disse no palanque onde foi celebrada a Missa de Posse do nosso Bispo, no dia 8 de novembro de 2014. Elas eram para todos, Padres, Religiosos/as e Leigos/s, e foram pronunciadas “no gogó”, no grito mesmo, porque naquela hora o som pifou por alguns minutos. Poucos escutaram. Mas aqui estão e gostaria que se tornassem, hoje, mais um desejo de Feliz Páscoa. A Celebração já estava se encerrando: estávamos nos Ritos finais.

“À esta altura da Celebração, que se encerra, as minhas palavras são bem poucas;

1. de agradecimento a Deus por ter-me dado a graça de morar aqui convosco: 10 anos como Bispo, perfazendo 40 anos, ao todo, como missionário entre o povo da Diocese de Zé Doca, do Marajó (Diocese de Ponta de Pedras), do Regional Nordeste 5 no serviço à pastoral regional: assim se passou mais da metade de mia vida.

2. de agradecimento aos Padres desta Diocese, a todos, mas, em particular aos 12 Padres que ordenei: todos foram amigos, colaboradores incansáveis, companheiros, exemplos para mim pela dedicação e amor ao povo desta Diocese; quero muito bem a vocês todos.

3. Digo ao povo todo da Diocese que o amei tanto, mais do que a mim mesmo e guardarei muita saudade de todos, pequenos e adultos, ricos e pobres, sadios ou doentes; esteja sempre convosco, nas vossas casas e atividades a bênção de Deus Pai.

4. Para Dom João peço a Deus muitas graças para ser o bom Pastor que representa, no nosso maio, Jesus Cristo. A ele quero oferecer um presente pessoal, que me dispensa de muitas outras palavras: um avental, uma toalha, uma jarra e uma bacia. São os objetos que Cristo usou na Última Ceia quando ensinou que a coisa verdadeiramente importante é amar e servir como ele amou e serviu. Disse isso com as palavras: “... Compreendeis o que vos fiz? Vós me chamais de Mestre e Senhor e dizeis bem, pois eu o sou. Se, portanto, eu, o Mestre e Senhor, vos lavei os pés também deveis lavar-vos os pés uns dos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, também vocês o façais ... Se compreenderdes isso e o praticardes, felizes sereis...”. Obrigado a todos e todas: iremos nos rever quando Deus quiser.

A mensagem se tornou cumprida, mas é que os 10.000 Kms e mais, que nos separam, aumentam a saudade. Mas posso dizer tudo com duas palavras: Feliz Páscoa a todos.

+ Dom Carlo Ellena – bispo emérito de Zé Doca

Nenhum comentário:

Postar um comentário