OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Círio de Nossa Sra. de Nazaré é realizado em Godofredo Viana

Aos 25 dias do mês de outubro na Paroquia de Nossa Senhora Mãe da Igreja em Godofredo Viana, encerrou-se o Círio de Nossa Senhora de Nazaré que trouxe este ano o tema: Maria, dom da Igreja e protetora dos cristãos.

A festividade iniciou-se muito antes, mais precisamente, no dia 27 de setembro com a Missa de Envio na Igreja Matriz. A partir daí começou a grande caminhada de evangelização, realizando-se encontros nas famílias em cada bairro da cidade, e logo depois teve inicio as peregrinações da imagem de Nossa Senhora de Nazaré pelas comunidades da Paróquia, passando por todas as nove comunidades das praias até as comunidades rurais


Já no dia 16, iniciava na Igreja Matriz o novenário e última etapa em preparação ao Círio, com a participação de todas as escolas do município, sindicatos, colônia de pescadores e pastorais. Cada noite se tornou um momento inesquecível na vida do povo godofredense... no dia 24, já com a presença do nosso bispo diocesano Dom João Kot OMI e junto com ele o Diácono Manoel OMI, da cidade de Belém - Pará, celebrou-se a transladação da imagem de Nossa Senhora de Nazaré para o bairro do Monte-Sião, de onde no dia 25 saiu a grande, abençoada e maravilhosa procissão do Círio, percorrendo as ruas principais da cidade, com um grande número de fiéis e devotos de Nossa Senhora.

Ao chegar a Igreja Matriz, a entrada da berlinda emocionou todos ali presente. Encerrando esta festividade com muito louvor a Maria e agradecimentos pelas graças alcançadas por sua poderosa intercessão.


 BREVE HISTÓRIA DO CÍRIO DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ.
EM GODOFREDO VIANA-MA.

A nossa região norte maranhense é mais ligada as tradições paraense, onde acontece a maior festa de Nazaré do País. A procissão do Círio de Nazaré, que leva às ruas de Belém, capital do estado do Pará, quase dois milhões de pessoas em outubro de todos os anos, onde se repete um ritual festivo há mais de dois séculos. 

Dessa forma quando surgiu o Círio em Godofredo Viana, já era consagrada na região especificamente em Luís Domingues a festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré que despertava mais interesse religioso do que a festa de São João Batista, padroeiro do lugar. Na Vila de Aurizona já se celebrava um Círio, os estandartes e os enfeites eram levados para a Ponta do Jardim. Muitos fiéis manifestavam o desejo de participar de um Círio, mas os transportes e as condições econômicas precárias não deixavam. Foi aí que nasceu a brilhante ideia dos católicos da comunidade de transformar a festa de Santa Maria celebrada no mês de maio onde as chuvas eram muito fortes e atrapalhavam as liturgias campais e o arraial, em Círio de Nossa Senhora de Nazaré. 

 Em setembro de 1975, Padre Franco Ausânia, vigário paroquial, participou do Círio de Nossa Senhora de Nazaré de Luís Domingues para copiar o modelo para poder realizar o primeiro Círio em Godofredo Viana. No ano seguinte, formou-se uma Diretoria composta por: Alcina Farias, Albertina, Francilino, Jamilia, José Ribeiro, Manoel Mandú, Santa Cirino, Sinhá e o próprio Pe. Franco Ausânia, e foram criados grupos para animar as coreografias tradicionais da procissão. 

Na época foram formadas duas caravanas, sendo uma de Belém e outra de São Luís, vinham com o intuito de participar da parte religiosa da festa, pois a maioria eram pessoas filhas da cidade ou que possuíam parentes e amigos na mesma, por isso aproveitavam o momento para também fazer um reencontro com os parentes e amigos. 

De certa forma o Círio de Nossa Senhora de Nazaré é hoje um grande momento festivo na vida do povo de Godofredo Viana, que se consagrou uma das maiores festa religiosa da região que é realizada no último final de semana de outubro onde leva milhares de fiéis nas ruas da cidade, é entendida, como uma das manifestações mais significativas das expressões de festa religiosa e pela qual se propõe fazer uma leitura da sociedade e da cultura. O Círio é urna festa que reúne dois grandes aspectos do sistema ritual brasileiro. Por ser um evento religioso que festeja uma santa padroeira, relaciona-se ao sagrado, às comemorações da ordem e da hierarquia sacralizada e a mesma permite uma intensa gama de informalidade festiva, de confraternização, solidariedade e paz para o povo do lugar e os romeiros vindos de várias cidades do Maranhão e do Pará.
















Informações: Robson Silva 

Nenhum comentário:

Postar um comentário