OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Decreto Episcopal


“FIAT MISERICÓRDIA TUA”




DECRETO EPISCOPAL SOBRE JUBILEU DA MISERICÓRDIA 
Amado Povo de Deus da Diocese de Zé Doca
Saudação, paz e bênção no Senhor


Já é do conhecimento de todos que o Papa Francisco proclamou um Jubileu Extraordinário da Misericórdia, de 08 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016.
Nós também queremos viver com intensidade este tempo extraordinário de graça na nossa Diocese. Queremos proclamar que “Deus é amor” (1Jo 4,8.16) e que “Eterna é a sua misericórdia” (Sl 136). “Na Sagrada Escritura, ..., a misericórdia é a palavra chave para indicar o agir de Deus para conosco. Ele não se limita a afirmar o seu amor, mas torna-o visível e palpável” (MV 9) 

O Papa estabeleceu que nas dioceses sejam também aberta a Porta da Misericórdia: nas Catedrais que por natureza são Igrejas – Mães para todos os fiéis das dioceses e por opção do Bispo nas outras igrejas que têm importância espiritual, para que os fiéis possam usufruir das riquezas das indulgencias. “Assim, cada Igreja particular estará diretamente envolvida na vivencia deste Ano Santo como um momento extraordinário de graça e renovação espiritual. Portanto o Jubileu será celebrado, quer em Roma, quer nas Igrejas particulares, como sinal visível da comunhão da Igreja inteira.” (MV 3) 

Diante disso, e depois de consultas, estabeleço o seguinte:

1. A Catedral de Santo Antônio, como primeira Igreja Jubilar, e a Igreja São Sebastião, em Carutapera, como segunda Igreja Jubilar da Diocese de Zé Doca.

2. A Porta da Misericórdia na Catedral de Santo Antônio será aberta no dia 20 de dezembro de 2015; e na Igreja São Sebastião no dia 20 de janeiro de 2016, no encerramento da festa do padroeiro.

3. Contamos com o apoio dos Paroquianos de Zé Doca e Carutapera, que ao longo do Ano Jubilar vão receber os peregrinos. Contamos também com a colaboração de Religiosas e Religiosos da nossa Diocese.

4. Faço um apelo especial aos Padres da nossa Diocese: não deixem de incentivar a participação de seus paroquianos nos eventos jubilares em Zé Doca ou Carutapera; vão com suas ovelhas ao encontro de Jesus Misericordioso; e nas datas estabelecidas, por favor, compareçam nas Igrejas Jubilares para serem instrumentos da Divina Misericórdia, servindo ao Povo de Deus e atendendo as confissões, conforme nos lembra o Papa Francisco “...O perdão de Deus não pode ser negado a quem quer que esteja arrependido, sobretudo quando com coração sincero se aproxima do Sacramento da Confissão para obter a reconciliação com o Pai. Também por este motivo, não obstante qualquer disposição em contrário, decidi conceder a todos os sacerdotes para o Ano Jubilar a faculdade de absolver do pecado de aborto quantos o cometeram e, arrependidos de coração, pedirem que lhes seja perdoado.“

5. Maiores detalhes sobre o Ano Jubilar na Diocese serão apresentados na Assembleia de Pastoral. 

“A misericórdia será sempre maior do que qualquer pecado, e ninguém pode colocar um limite ao amor de Deus que perdoa. “(MV 3) Todos queremos experimentar esta verdade que o Santo Padre nos lembra. Queremos experimentá-la, senti-la e percebê-la na nossa vida pessoal e levar esta experiência e verdade à vida dos outros, para sermos sempre “Misericordiosos como o Pai é.” (MV 14)

Que Deus nos ajude nesse nobre propósito, que seu amor misericordioso nos dê a coragem e as forças para realizar Sua vontade. As Minhas orações Vos prometo e as Vossas espero.
Deus vos abençoe.


Dom João Kot, OMI
Bispo de Zé Doca - MA

08 de novembro de 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário