OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


sexta-feira, 25 de novembro de 2016

REPRESENTAÇÃO DA DIOCESE DE ZÉ DOCA NO ENCONTRO NA AMAZONIA


          Aconteceu nos dias 15 e 16 de novembro o II encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal.  O encontro teve início na manhã de terça-feira, 15, com uma missa solene que contou com a presença da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré. Estavam presentes os Bispos, padres, religiosos, religiosas e lideranças de pastoral dos Regionais da CNBB: Regional Norte 1: Norte do Amazonas e Roraima; Norte 2: Amapá e Pará; Norte 3: Tocantins; Nordeste 5: Maranhão; Oeste 2: Mato Grosso e Noroeste: Acre, sul do Amazonas e Rondônia. A diocese de Zé Doca foi representada pelo Pe. Paulo Ricardo coordenador da Pastoral Indigenista na diocese e no Regional.

          O evento aconteceu na Comunidade Monte Tabor, localizada em Icoaraci, Região Metropolitana de Belém e contou com a participação de estudiosos e especialistas do tema e teve como objetivo discutir a realidade política, social, econômica, cultural e religiosa da região, e a contribuição da Igreja Católica para a promoção e defesa da vida dos seus habitantes e de sua biodiversidade. Com o objetivo de incentivar as ações da Igreja na Amazônia, a Comissão Episcopal para a Amazônia (CEA), criada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O primeiro encontro aconteceu em Manaus (AM), em 2013.

          Na ocasião, os participantes divulgaram uma carta compromisso com o objetivo de encorajar e dar ânimo aos representantes das dioceses e prelazias situadas na Amazônia. No texto, eles afirmam que refletiram sobre a realidade social e eclesial atual, e que diante dessa perspectiva constataram que o processo de mudança deve ser constante.

          “É possível, urgente e vital participarmos ativa e responsavelmente da nova época que está surgindo para o planeta terra, para a humanidade inteira e também para a Amazônia. Somos semeadores de fé, esperança e amor. O semeador nunca desiste de semear, mesmo quando não sabe se verá os frutos maduros das sementes do bem e da justiça plantadas no chão e regadas com lágrimas, fadigas, corajosa perseverança e paciência evangélica”, diz um trecho da carta.

          Na carta, os participantes manifestam total apoio aos povos indígenas e aos que vivem dos frutos do campo, da floresta e dos rios. Eles denunciam como “imorais” as manobras legislativas que ameaçam os direitos dos povos indígenas e das comunidades tradicionais. “Sentimos a necessidade de uma maior presença da Igreja junto às comunidades espalhadas nesta imensa Amazônia”, destaca a nota.

          Os participantes enfatizam, ainda, a importância da renovação dos ministérios ordenados e laicais, confiando na variedade dos carismas e na força da unidade e da comunhão. Eles também reconhecem a missão própria dos leigos, pois “são a Igreja presente no coração da sociedade, sal da terra, luz do mundo, sinais do Reino que cresce na história humana”.

          No final da carta, os participantes do Encontro agradecem ao papa Francisco pelo empenho, dedicação e documentos sobre a ecologia integral. Também proferem palavras de carinho à Igreja de Belém pela acolhida.

          Foi também lembrado a realização dos Seminários da REPAM (Rede Eclesial Panamazônica) que terão como objetivo, de conhecer as diversas realidades dos vários cenários da Amazônia Legal. Além disso, identificar os desafios, as iniciativas, as forças, e as formas de organizações existentes, com a finalidade de fortalecer as várias experiência e ações evangelizadoras. A base do evento é a Encíclica Laudato Si’, na qual o Papa Francisco faz uma motivação para uma reflexão sobre temática do cuidado com a CASA COMUM, ressaltando ainda a importância significativa da Amaz&oci rc;nia. O seminário da REPAM acontecerá em nossa diocese nos dias 17 a 19 no Centro Diocesano com participação de pastorais movimentos e Dioceses vizinhas.

Pe. Paulo Ricardo              
Paróquia Nossa Senhora da Conceição
Governador Newton Bello          




Nenhum comentário:

Postar um comentário