OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


sexta-feira, 10 de julho de 2015

O Regional Nordeste 5 da CNBB encerra sua 18ª Assembleia de Pastoral e aprova o plano pastoral para o quadriênio 2015/2019

Foi encerrada nesta quinta-feira dia 09 em Coroatá a 18ª Assembleia Regional de Pastoral da CNBB-MA, que teve inicio na noite de segunda-feira dia 06. A assembleia que teve um cunho de avaliação e planejamento contou com a participação dos 13 bispos das 12 dioceses do regional, além dos delegados e delegadas representantes das mesmas.

Seguindo a metodologia da ação católica, ver, julgar e agir: no primeiro dia das atividades o Professor Wagner Cabral apresentou a conjuntura econômica, política e social do Estado do Maranhão e no segundo dia foi feito o estudo das Novas Diretrizes da CNBB. 

Pe. Ari Antônio
A assembleia regional de Pastoral contou ainda com a presença do Padre Ari Antônio dos Reis, assessor das Pastorais Sociais da CNBB, que pela manhã apresentou os dois primeiros capítulos das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil 2015/2019: “A partir de Jesus Cristo e Marcas de nosso tempo”, sucedidos de trabalho em grupo e plenário. 

Na parte da tarde Pe. Ari continuou a apresentação das diretrizes com o terceiro capitulo... e o quarto capitulo...

Pe Ari Antônio, reconhece que na Igreja do Maranhão há um avanço na caminhada das 12 dioceses, mesmo com momentos de dificuldades. Segundo o mesmo “esta caminhada é processual, e que na atual conjuntura é preciso aproveitar dos ventos favoráveis para avançar e se fortalecer”. O mesmo destacou a nota dos bispos sobre caso de Pedrinhas que foi importante para todo o Brasil.

Dom Gilberto
Dom Gilberto Pastana, bispo da Diocese de Imperatriz, destacou a importância dos instrumentos de comunhão e participação a nível diocesano, regional e nacional, destacando o papel importante desempenhado pelo conselho regional, que se reúne 2 vezes por ano fazendo encaminhamentos inclusive das decisões assumidas na Assembleia Regional.

A 18ª Assembleia teve como tema “Igreja do Maranhão, compromisso à luz do Concilio Vaticano II e Diretrizes Gerais da CNBB”.  E a finalidade da mesma foi avaliar a caminhada da Igreja do Maranhão nestes últimos quatro nãos e programar as atividades do próximo quadriénio 2015/2019.

Seguem em ordem as prioridades do Regional:

Primeira Prioridade: Igreja em estado permanente de Missão
  • Ser Igreja profética, missionária e misericordiosa frente às realidades sociais: comprometendo-se com a defesa da vida das populações tradicionais,  da juventude, periferias urbanas, enfrentado os grandes projetos da mineração e agronegócio.
  • A partir das Santas Missões Populares, transformar radicalmente a nossa prática religiosa e pastoral para favorecer o verdadeiro encontro pessoal e comunitário com Jesus Cristo.
Segunda prioridade: Igreja casa de iniciação cristã
  • A formação de leigas, leigos, religiosas, religiosos e clero que favoreça o encontro pessoal com Jesus Cristo, em conformidade com o tempo em que estamos vivendo, considerando principalmente a catequese com inspiração catecumenal  visando a transformação da realidade.

Terceira Prioridade: Igreja, lugar de animação bíblica e da pastoral
  • Formação bíblica, 
  • Que ajude a ler a Palavra de Deus, favorecendo a ligação fé e vida buscando criar uma identidade de Igreja convicta e consciente de sua ação, para saciar a sede do povo de Deus em conhecer e vivenciar a Palavra.

Pela prática extensiva e permanente dos círculos bíblicos e celebração litúrgica dominical.

Quarta prioridade: Comunidade de comunidades
  • Criar redes de comunidades a partir da eclesiologia do Concílio Vaticano II, fortalecendo as CEBs e estimulando a ministerialidade, compromisso e protagonismo dos leigos, levando em conta a evangelização do meio urbano. 

Quinta Prioridade: A Igreja a serviço da vida plena para todos.
  • Através do fortalecimento das pastorais sociais, promover a vida pessoal, familiar, comunitária e da natureza, a partir da opção preferencial pelos pobres, exigindo um modelo de estado que favoreça a promoção da vida contra tudo e todos os que a ameaçam no meio rural e urbano, combatendo o sistema de morte, principalmente em relação aos indígenas, afrodescendentes e camponeses.

Informações: Eanes Silva, Coord. da Pascom Regional



Nenhum comentário:

Postar um comentário