OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


sábado, 22 de dezembro de 2018

MISSA EM AÇÃO DE GRAÇA PELO ANO FORMATIVO DE 2018

 
       O Seminário Maior Dom Guido Maria Casullo da Diocese de Zé Doca, realizou no dia 19 de dezembro, a Santa Missa, em ação de graças pelo ano formativo de 2018, em especial pela formatura do seminarista Weverson Almeida, no curso de Filosofia. Nesta ocasião o seminarista Manoel Júnior, foi admitido às Ordens Sacras e ao seminarista Josivaldo Rodrigues, foi conferido o ministério de Acólito.

          O Acólito é instituído para ajudar o diácono e para servir o Sacerdote. É sua função, portanto, cuidar do serviço do altar; auxiliar o diácono e o sacerdote nas ações litúrgicas, sobretudo na celebração da Missa. Também lhe pertence, como ministro extraordinário, distribuir a Sagrada Comunhão, segundo as normas do Direito Canônico.

    A Celebração foi presidida por Vossa Excelência Reverendíssima Dom João Kot, Bispo diocesano de Zé Doca e concelebrada pelo Revem. Reitor Pe. Pedro Eduardo e auxiliado pelo Diácono Raimundo Nonato, da Paróquia São Cristóvão. Estiveram presentes, familiares e amigos dos seminaristas, religiosas, as comunidades da Paróquia São Cristóvão onde os seminaristas realizam suas atividades pastorais em São Luís. 



    

           





sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

ASSEMBLEIA ELETIVA DA RCC DE ZÉ DOCA

     
   
        RCC de Zé Doca reuniu Conselho e Núcleo Diocesano em Carutapera em Assembleia Eletiva neste final de semana (24 e 25/11). 

     A Assembleia Eletiva tinha como pauta vivência fraterna, avaliação e eleição de presidente diocesano para o biênio 2019-2020. No primeiro dia do evento houve adoração ao Cristo Eucarístico. Na tarde houve formação conduzida por Emanuel Cândido (Presidente do Conselho Diocesano RCC VIANA) com tema: " O papel do coordenador diocesano". A eleição começou logo em seguida a qual fora eleita Iracilda Alda, atual coordenadora Diocesana do Ministério de Oração por Cura e Libertação e coordenadora do Grupo de Oração Fonte de Água Viva (Cândido Mendes).


          No domingo, finalizando a Assembleia fora realizado avaliação do biênio 2017-2018, prestação de contas e direcionamentos para o tema do ano de 2019 “O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado".

       Estiveram presentes coordenadores de Grupo de Oração e Ministérios Diocesanos além de Eloísa Bárbara (Presidente do Conselho Diocesano RCC ZÉ DOCA) e Emanuel Cândido (Presidente do Conselho Diocesano RCC Viana).

        Com isso, a partir de 01 de Janeiro de 2019, Iracilda Alda, assume a coordenação diocesana da RCC na diocese de Zé Doca. Pedimos ao Espírito Santo que possa iluminar e conduzir todo o movimento neste tempo.







quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO EM CARUTAPERA, ANUNCIA A VISITA DA IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ.


     Nesta terça feira, 11 de dezembro, durante a Santa Missa de lançamento do cartaz da Festividade de São Sebastião 2019, padre Agnaldo, pároco de Carutapera, anunciou a toda comunidade, que depois de extensas conversas  com a diretoria do Círio de Nazaré e a Arquidiocese de Belém do Pará, ficou acordado a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré,   durante o festejo do padroeiro da cidade. Ressalta-se ainda, o apoio do bispo diocesano D. João Kot com a assinatura  do ofício enviado à diretoria.

     O litoral de nossa Diocese de Zé Doca, que compreende as cidades de Carutapera, Luís Domingues, Godofredo Viana, Amapá do Maranhão e Cândido Mendes, sempre cultivou ao longo dos anos, além de uma proximidade territorial, uma relação de fé e devoção com o Círio de Nazaré que é realizado todos os anos em Belém do Pará. Nota-se isso, por exemplo, nos muitos festejos dedicados a Virgem Santíssima com essa denominação em muitas comunidades destas paróquias. 

     A comunidade paroquial de Carutapera, que vivenciará a festa de seu padroeiro entre 11 e 20 de janeiro de 2019, já prepara com grande alegria esse momento singular de oração e devoção.  Uma programação especial está sendo estruturada como recepção, carreata, caminhada, santo terço, celebração da Santa Missa e show religioso.  Padre Agnaldo, acredita que será um momento de muita emoção e fé, pois  são muitos os devotos de Nossa Senhora de Nazaré.

Pastoral da comunicação da Paróquia São Sebastião






















segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

ATENÇÃO…!!! A DIOCESE LANÇA O LIVRO: "HORA SANTA VOCACIONAL"



            A Diocese de Zé Doca faz o lançamento do livro: "Hora Santa Vocacional". O livro tem como principal objetivo despertar e implantar na Diocese uma cultura vocacional, onde muitos jovens são chamados à uma vida de oblação em vista do reino de Deus. O material traz uma leitura bíblica, preces e a oração diocesana pelas vocações. 


Contamos com a vossa colaboração!

       Reze conosco pelas vocações e ajude os jovens a descobrirem a sua vocação. 

    O livro custa apenas (R$ 3,00), três reais. Adquira já o seu!!







quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

POR QUE MARIA?


Artigo para dia 05 de dezembro de 2018, quarta-feira:

                           POR QUE MARIA?

                                                          Dom Fernando Arêas Rifan*

       No próximo dia 8, celebraremos a Imaculada Conceição de Nossa Senhora, ou seja, honraremos o privilégio singular concedido por Deus à Virgem Maria, escolhida para a Mãe de Jesus, o Filho de Deus encarnado, Salvador do gênero humano, preservando-a, em vista dos méritos dele, desde a sua concepção, da herança do pecado original.
      Este pecado original, em Adão uma falta voluntária, nos outros homens se constitui na privação da graça divina, que havia sido concedida a toda a humanidade na pessoa do primeiro homem. A graça, por ele perdida para si e para todos os seus descendentes, foi recuperada pelo segundo Adão, Jesus Cristo, pela sua Redenção, que nos alcança e santifica através do Batismo. 
     Ora, Deus havia prometido, no momento do pecado de Adão, que uma mulher com o seu filho, o futuro Salvador, venceria completamente o demônio. Não teria, pois, nenhum pecado. Não teria, em nenhum instante, a menor privação da graça divina. Por isso, essa mulher especial, Maria, escolhida para a Mãe do Redentor, foi saudada pelo Anjo mensageiro de Deus com as palavras: “Ave, ó cheia de graça (agraciada de modo especial) ..., bendita entre as mulheres”, ou seja, sem pecado (privação da graça). A Redenção de Cristo a atingiu, de modo preventivo, preservando-a, por privilégio único, do pecado que atinge a todos os homens. 
      A Imaculada Conceição de Maria tem muito a ver com o Brasil. Em 1646, o Rei Dom João IV consagrou a Nossa Senhora da Conceição Portugal e todos os seus domínios, nos quais estava incluído o Brasil. E a padroeira oficial do Brasil é Nossa Senhora da Conceição, vulgarmente chamada de Aparecida. 
 Mas, por que honramos Maria, de modo tão especial? 
   “O nosso mediador é só um, segundo a palavra do Apóstolo: ‘não há senão um Deus e um mediador entre Deus e os homens, o homem Jesus Cristo, que Se entregou a Si mesmo para redenção de todos’ (1 Tim. 2, 5-6). Mas a função maternal de Maria em relação aos homens de modo algum ofusca ou diminui esta única mediação de Cristo; manifesta antes a sua eficácia. Com efeito, todo o influxo salvador da Virgem Santíssima sobre os homens se deve ao beneplácito divino e não a qualquer necessidade; deriva da abundância dos méritos de Cristo, funda-se na Sua mediação e dela depende inteiramente, haurindo aí toda a sua eficácia; de modo nenhum impede a união imediata dos fiéis com Cristo, antes a favorece” (Lumen Gentium 60).
   “A Virgem Santíssima, predestinada para Mãe de Deus desde toda a eternidade simultaneamente com a encarnação do Verbo, por disposição da divina Providência foi na terra a nobre Mãe do divino Redentor, a Sua mais generosa cooperadora e a escrava humilde do Senhor. Concebendo, gerando e alimentando a Cristo, apresentando-O ao Pai no templo, padecendo com Ele quando agonizava na cruz, cooperou de modo singular, com a sua fé, esperança e ardente caridade, na obra do Salvador, para restaurar nas almas a vida sobrenatural. É por esta razão nossa mãe na ordem da graça” (Lumen Gentium 61).

  *Bispo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney
 http://domfernandorifan.blogspot.com.br/