OBJETIVO GERAL


OBJETIVO GERAL:
Evangelizar a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária, profética e misericordiosa, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo.


terça-feira, 22 de setembro de 2015

Círio de Nossa Senhora de Nazaré 2015 é realizado em Luís Domingues

No último domingo (20), a Paróquia São João Batista em Luís Domingues celebrou uma das festa  mais bonitas de nossa Diocese, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, que é celebrado anualmente no 3º Domingo de Setembro. Este ano o Círio teve como tema: MARIA DOM DE JESUS E INSPIRAÇÃO CRISTÃ

Como preparação para este dia de festa, foram realizadas romarias, novena nas famílias, peregrinação da imagem de Nossa Senhora de Nazaré nas comunidades, dentre outras celebrações.

Como de costume participaram também peregrinos de outras cidades de nossa Diocese e de outros Estados. Participaram ainda, vários padres de nossa diocese, dentre eles: Pe. Alvelino, Pe. Nato, Pe. Brito, Pe. Cosmo, Pe. Erenaldo e Pe. Romildo, pároco de Luís Domingues.





RESUMO DA HISTÓRIA DO CÍRIO

Iniciou em 1954, através do sonho do Sr. Floriano Catarino Matos, um Paraense que o destino fez Maranhense de coração, teve a feliz ideia de homenagear a Virgem de Nazaré, como fazem em sua terra natal, a festa do Círio, em Belém. Com o apoio de sua esposa dona Dolores Matos e de dona Bibi Lopes, transformaram aquele sonho em realidade. Escolheram o 3º Domingo de Setembro daquele ano e fizeram a primeira Romaria pelas ruas da então Vila de Luís Domingues.

A festividade do CÍRIO DE NOSSA SENHORA DE NAZARÉ, é comemorada há 61 anos, com apoio incondicional das autoridades e família Luís Domingues, e de todas as coordenações constituídas. O número de participantes aumenta a cada ano, graças aos romeiros e caravaneiros de Belém, São Luís, Bragança, e de outras cidades deste imenso Brasil, que propagam a festa e a hospitalidade que recebem do nosso povo.

As alegorias tradicionais: Berlinda, Flores, Manto, Corda, Liturgia, Barca de Marujos, Anjos e Personagens Históricos do Cristianismo e a Corda que puxa a Berlinda com a imagem da Santa, tem um significado todo especial: O povo quer pelo menos tocá-la para ligar a sua fé a Virgem de Nazaré.


Informações: Pe. Manoel Romildo e Eraclimar Carvalho



























Nenhum comentário:

Postar um comentário